A Menina que Roubava Livros

| 13 janeiro 2014 |
Aulas de história nunca te fazem sentir a verdadeira dor e a emoção de momentos de grande sofrimento da história humana. Muito diferente de uma história fictícia que tem como pano de fundo uma das piores passagens da nossa história. Com personagens que não existiram, mas que representam sofrimentos e momentos reais, cortam os nossos corações e enchem as páginas de emoção.

"Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler". Se a narradora de uma história é a própria morte, é impossível esperar um livro com enredo e final felizes. Mas podemos esperar uma garotinha que encontra nos livros um escapismo de todas as coisas ruins que existem em seu mundo, e que sempre encontra algum resquício de esperança mesmo nos momentos mais difíceis.

Liesel era apenas uma menina quando viu seu irmão morrer. Enquanto sua mãe levava ela e seu irmão mais novo para a sua nova família, o garotinho não conseguiu chegar ao seu destino. Liesel levaria consigo para sempre a dor daquele momento, mas durante o enterro do irmão ela levaria algo mais, o seu primeiro furto, e com ele algo que a encantaria para sempre: os livros.

A vida de Liesel não é fácil. Sendo separada de sua verdadeira família e indo viver com pessoas estranhas, mas mesmo assim ela conseguiu encontrar o amor nos braços daqueles que a acolheram. Seja na nota de um acordeão, seja no consolo após um pesadelo nas páginas de um livro, seja com xingamentos e punições, seus novos pais a amavam, mesmo que, no caso da mãe de Liesel, demonstrando esse amor às vezes de uma forma curiosa.

Em sua vida também havia Rudy, seu melhor amigo, e devo confessar uma das maiores razões das minhas lágrimas nesse livro. Um menino que vive tão ou ainda mais miseravelmente do que Liesel e que tem como principal ambição da vida conseguir um beijo de sua amiga, mas que sempre está ali para apoiá-la, diverti-la ou ser seu cumplice em seus furtos, como bons amigos devem ser.

No meio da Alemanha nazista, quando os judeus eram tratados como um mal que deveria ser extirpado, conhecemos Max, e quase rezamos e horamos com a menina que roubava livros para que ele consiga sobreviver a essa aniquilação de seu povo. Por passar meses escondido em seu porão, eles dividiram suas angustias, seus medos e talvez um pouco que seja do que restava de seus sonhos, e mesmo quando ele foi embora, a incerteza do que poderia acontecer a corroía por dentro e tenho certeza que o mesmo sentimento é transmitido a todos os leitores que se aventuram por essas páginas.


Nenhuma outra palavra pode definir "A Menina que roubava Livros" senão fantástico. O livro te passa toda a história do que foi o Nazismo, como surgiu, porque surgiu, como terminou, quem foram as suas vítimas, mas não são fatos o que você encontra naquelas páginas, o que você encontra ali é a mais pura emoção. Emoção em meio a dor, ao sofrimento e na esperança de uma menina que encontrou nas palavras um meio de sobreviver. 

19 comentários:

  1. Ainda não li este livro mas parece ser muito bom. Gostei do que você escreveu sobre ele, antes eu não fazia ideia do que se tratava mas fiquei muito interessada agora em ler, parece uma estória muito triste mas emocionante e cativante, emocionante também por se tratar do período do Nazismo e de uma menina que encontrou nos livros uma forma de escapar desta realidade dura e cruel, parece o tipo de estória que nos faz refletir sobre a maldade no mundo. Parece um ótimo livro :)
    beijos ♥
    quemprecisadetvparaverbeyonce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é realmente maravilhoso. Uma narrativa para refletir e se emocionar :D

      Excluir
  2. Quero reler esse livro o mais rápido possível para ver o filme. Essa história é mt linda <3

    ResponderExcluir
  3. Eu li esse livro faz um tempo já, ele é tão perfeito e muito triste. Achei muito interessante o narrador da história ser a Morte, enfim livros que retratam oi nazismo sempre me chama a atenção e essa é uma ótima história, amei sua resenha. E fiquei feliz por saber que vai ser lançado o filme :)

    ResponderExcluir
  4. Encomendei o livro porque quero muito ler. Q resenha bem feita. Parabéns.

    ResponderExcluir
  5. Quero muuuito ler este livro! Já está na minha lista de futuros livros há muito tempo, quando arranjar um tempinho (e dinheiro ahahah) comprarei/lerei com certeza, sempre me emociono com essas coisas de Segunda Guerra, que envolvem Nazismo e sofrimento, aliás, quem não se emociona? ): Amei a resenha, muito bem escrita. Beijos

    http://livroaposlivro.blogspot.com.br/ (posts novos diariamente)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente um dos livros mais emocionantes que eu já li. Vale muito a pena embarcar nessa narrativa :D

      Excluir
  6. Preciso Urgentemente ler esse livro !!! o filme é muito emocionante , não ele é sencacional , na verdade não tem palavras que o descreva !!! preciso muito le-lo *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você se emocionou com o filme vai AMAR o livro :D

      Excluir
  7. Esse livro é muito lindo, final muito emocionante. Vale muito apena ler.

    ResponderExcluir
  8. Excelente livro, história super emocionante, gostei muito do filme também!

    ResponderExcluir
  9. Esse é um livro que quando eu li, fiquei vivendo a história por mais uma semana. Com uma história INCRÍVEL, e narrativa surpreendente, é meu livro preferido <3

    ResponderExcluir
  10. Eu já assisti o filme e adorei espero ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, você também vai amar o livro <3

      Excluir