Coluna | Os Amados Anti-heróis do Mundo dos Animes

| 20 fevereiro 2014 |
Animes sempre tem personagens que conquistam inteiramente o público. Sejam por suas lutas, pelo seu passado, pela sua família, por algum mistério, por lutar por aquilo que eles acreditam, ou outras infinitas razões, nós nos apaixonamos por seus personagens e isso vai muito além de seus protagonistas.

Anti-heróis são muito presentes nesse universo. Personagens em geral com o passado conturbado, ou que em algum momento se depararam com algum obstáculo que os fizeram mudar sua forma de agir e pensar, fazendo com que suas atitudes estivessem a um fio de considerá-los vilões.

Personagens com sede de poder, com um humor sombrio ou sarcástico, e que muitas vezes fazem com que o herói acabe em situações tensas, mas que no final sempre fazem o que é certo e acabam não pendendo completamente para o lado do mal.

Um dos animes de maior sucesso da história "Dragon Ball", trás um dos anti-heróis mais queridos dos animes. Um príncipe de um povo quase extinto que deseja recuperar qualquer traço de dignidade que lhe reste e voltar a ser considerado alguém de estimado valor. É assim que nós conhecemos Vegeta. A princípio apresentado com um vilão, em pouco tempo temos ele ao lado dos nossos heróis, lutando pelo o que é correto (mesmo cometendo alguns deslizes), mas sem nunca abandonar suas características mais marcantes e que nunca o tornaria completamente um herói: sarcasmo, desprezo e rebeldia.

Quem já assistiu o maravilhoso anime "Inuyasha", deve ter se apaixonado pelo irmão do protagonista a primeira vista. Também apresentado com um vilão, um Yokai poderoso que desejava destruir o irmão a qualquer custo, encontra em uma simples criança humana uma forma de expressar a bondade que estava enterrada em seu coração e precisava de algum incentivo para desabrochar, apesar de seu semblante sempre sério e raivoso nunca demonstrar esse carinho.

No anime "Naruto", temos Sasuke, alguém que cresceu com desejo de vingança, e por mais que os amigos tenham tentado ajuda-lo, fazê-lo ver que a vingança não o levaria a nada e apenas traria mais ódio para o seu coração, ele vai piorando à medida que o tempo passa, abandona seus amigos e sua almejada vingança apenas consegue deixar sua mente ainda mais perturbada, transformando alguém que começou como um mocinho, uma criança sem pais que tinha raiva do que havia acontecido em seu passado, em alguém muito mais sombrio.

Em "Death Note" talvez Raito não possa ser considerado um anti-herói. Com todas as suas maldades, manipulações, e o senso de fazer justiça com as próprias mãos (levando em consideração que quem está contra ele é considerado culpado), mesmo sendo o protagonista da estória ele deve realmente receber o título de vilão. Já seu co-protagonista, um dos personagens mais interessantes que eu já tive a oportunidade de ver, "L", é um detetive que luta por aquilo que é correto, porém, tem a tendência de achar que o fim justifica os meios. Essa característica totalmente racional, que só leva em consideração o resultado final, sem se importar quem será atingido no processo, faz dele o anti-herói da série.


Entre mocinhos e vilões, com certeza os anti-heróis são os personagens mais interessantes em Animes. Eles sempre trazem um aspecto talvez um pouco mais humano, nem um vilão perverso, mas também não um mocinho perfeito, porém com características marcantes que nós fazem ansiar pela sua próxima aparição. Personagens nem sempre principais, mas que sempre se destacam na estória em que eles fazem parte.

4 comentários:

  1. Gosto de animes, mas só assisti Dragon Ball, quando criança, e Death Note. O "L" é um personagem que gosto muito e concordo com o que você disse, assim como o Raito, que eu consideraria sim um anti-heroi!

    ResponderExcluir
  2. Acho animes bem legais, quando eu era menor assistia demais Naruto porém parei mais de assistir quando descobri as séries hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que nunca vou deixar de gostar de animes... hehehe :D

      Excluir
  3. não gosto de animes n :(
    mybooksliteraty@hotmail.com

    ResponderExcluir