A Máquina de Contar Histórias

| 15 junho 2014 |
Vinícius Becker era um escritor muito famoso. Seus livros eram espetaculares e sua carreira decolava em uma velocidade que ele jamais teria sonhado, porém, sua vida pessoal parecia desabar na mesma proporção que seu sucesso crescia. Quando sua esposa doente falece, ele precisa deixar por um tempo o seu trabalho e cuidar de suas filhas que ele havia negligenciado por tanto tempo. Mas, não é fácil reconquistar a confiança, muito menos o amor, se a pessoa se sente traída e marcada pela sua ausência.

Um escritor que tem o mundo profissional em uma das mãos e o ódio de sua filha mais velha na outra. Qual escolha fazer senão dar o melhor de si para reconquistar a confiança perdida, reconstruir a sua família e tentar realizar os últimos desejos daquela que foi a mulher que ele mais amou um dia? Essa é a tarefa que o famoso escritor tem nas mãos. Sua filha mais nova, Vida, pela sua pouca idade, ainda não entende completamente a ausência do pai, e recebe o seu retorno de braços abertos. Já Valentina, a filha mais velha, a pessoa que teve que cuidar da mãe nos momentos em que ela mais precisava de apoio antes de sua morte, guardava no peito toda a raiva por ter perdido a mãe para uma doença e o pai pelo seu afastamento. Apenas muito amor e dedicação poderiam trazer de volta o amor para um coração tão marcado pelo sofrimento.

“A Máquina de Contar Histórias” é um livro que fala sobre algo que muitos de nós fazemos sem ao menos perceber: só dar valor a algo quando nós perdemos, porém, acima de tudo, sobre fazer o que é possível para remediar o que já foi feito, os erros já cometidos. Pode não ser possível mudar o passado, mas sempre é possível fazer novas escolhas para o futuro.

Esse é um livro que fala sobre o ato de escrever sob várias perspectivas, de várias formas e com diferentes intenções. Ao ler esse livro, podemos entender o que Vinícius sente, os motivos que o levaram a se afastar de sua família, sejam eles justos ou não, mas também aprendemos muito sobre a escrita em si. Ela pode ser feita com simplicidade, com paixão ou simplesmente com técnica, porém, cada uma dessas formas podem nos ajudar a encontrar nossa própria e mais perfeita forma de escrever.

Eu, particularmente, me encantava a cada momento em que a forma como a escrita pode ser desenvolvida era mencionada. Foi como uma lição a ser seguida sobre algo que eu realmente desejo ser capaz de fazer muito bem algum dia.

Maurício Gomyde nos emociona ao contar uma história de alguém que ganha a vida contando histórias e nos dizendo que, se realmente quisermos, nossa realidade pode ser tão feliz e excitante quanto qualquer texto que possamos inventar, basta não fugirmos do que acontece e lutar para que as coisas sejam melhores. Esse é um daqueles livros que você termina de ler e quer ser amigo do autor, citando suas próprias palavras. Gostaria realmente de ler os livros de Vinícius e de sua filha Valentina, e, com certeza, quero ler muitos outros livros de Maurício Gomyde, um autor que eu não conhecia, mas que conseguiu realmente me encantar com suas palavras em apenas um livro.

10 comentários:

  1. Não só o enredo como o tema em si do livro me surpreendeu, o que me deixou com lágrimas brotando dos olhos ao ler a resenha. "A Máquina de Contar Histórias” tem uma temática muito profunda, o que compete com o atual momento da minha vida em relação à minha família. Espero que ao lê-lo, eu possa entender o lado das pessoas que mais amo e melhorar nesse aspecto! :,)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Que lindo! Então, com certeza, você vai se emocionar com o livro. Eu não esperava muito quando comecei a ler, mas, é um tema tão tocante, contado de uma forma excepcional que eu li em um dia. Esse é um daqueles livros que você termina repensando o modo que você está levando a sua vida. Muito bom mesmo :D

      Excluir
  2. Fiquei curiosa com esse livro por ter o tema dos valores e dramas familiares, o que gosto muito.
    Senti raiva do Vinícius por ter deixado a família antes mesmo de ler o livro, mas só lendo pra saber o motivo. O autor é brasileiro?
    Boa resenha! Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então com certeza você vai amar esse livro. É de um autor nacional sim, e esse, com certeza, é um dos melhores livros, não de autores nacionais, mas simplesmente um dos melhores livros que eu já li :D

      Excluir
  3. Estou louca para ler esse livro, gosto de livros que contam histórias de famílias e dramas, agora estou curiosa, quero muito ler. Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, é um livro realmente muito tocante :D

      Excluir
  4. Oi, Jana!
    Eu quero muito ler esse novo livro do Maurício Gomide!
    O enredo é ótimo e essa capa ficou linda!

    ResponderExcluir
  5. sou louca para ler o livro, ainda não li nada dele . Nesse livro após ler sua resenha teremos grandes emoções pelo visto, livros que abordam o tema perdão normalmente são emocionante, . Vou correr para ler .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é apaixonante, Clarice :D
      Emoção até não poder mais hehehe

      Depois nos conte o que achou.
      Beijos!!!

      Excluir