Destrua-me

| 03 junho 2014 |
A maioria das pessoas, crescem e se tornam aquilo que a vida impôs a elas, seja com resultados bons ou ruins. Em “Estilhaça-me” conhecemos Warner como um homem que detém o seu poder a qualquer custo, que passa por cima de quem quer que seja para alcançar os seus objetivos e que trata Juliete como um brinquedo do qual ele não pode mais viver sem. Porém, apenas sabendo o que se passa na mente de uma pessoa, que podemos conhecer seus verdadeiros objetivos e motivações e, nem sempre a perspectiva de outra pessoa nos mostra a verdade.

Warner sempre foi o personagem favorito de muitos leitores, mesmo com a sua forma, nada politicamente correta, de conduzir tudo o que estava sob o seu comando, porém, foi uma agradável e surpreendente oportunidade poder entrar em sua mente e entender as motivações por trás de muitas de suas ações

Um menino criado para ser um homem sem nenhum tipo de remorso e compaixão. Alguém que passou a maior parte de sua vida sem receber afeto de quem quer que seja, e ainda mais, sendo uma pessoa especial, que tinha a capacidade de sentir os sentimentos das pessoas a sua volta. Ele sabia o quanto a maioria das pessoas com que ele convivia desejavam a sua derrota e temiam a sua figura. Esse, com certeza, não é um ambiente saudável no qual uma pessoa deva crescer, porém, isso explica, pelo menos em parte, a forma como ele tratou Juliete.

Aquela era a única forma de vida que ele conhecia. Foi assim que ele aprendeu a ser forte, ou pelo menos o que ele pensava que significava força, pois seus momentos de dúvidas e fraquezas, além de suas muitas manias, demonstravam o quanto perturbada podia ser a mente de alguém que cresceu como ele, mas, em sua percepção distorcida do mundo, ele queria que Juliete aprendesse a ser forte como ele.

Além de estar dentro da mente de Warner, nesse conto podemos estar ainda mais conectados a Julliete e a tudo que ela sofreu durante todo o tempo em que ela esteve trancafiada. É uma tortura para Warner, mas também para os leitores saber seus verdadeiros pensamentos em várias passagens do único companheiro que ela teve durante muito tempo: seu diário.


Esse é um conto simplesmente fantástico. Um dos melhores extras de livros que eu já tive a oportunidade de ler. Quem já era fã do Warner irá se apaixonar ainda mais por esse personagem marcante. Quem o detestava, começará a vê-lo com outros olhos. Mas, o mais importante, é saber que a verdade que nos conhecemos nem sempre e a verdade absoluta, basta mudar um pouco a perspectiva daquilo que nos vemos.

8 comentários:

  1. Acho que já devo ter mencionado, mas a trilogia de Tareh Mafi é um dos livros mais que desejados por mim. Com a alta repercussão do último livro lançado, fiquei na maior ansiosidade para lê-lo, e depois dessa resenha então... minha mão coça de vontade de lê-lo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou fazer resenha do último em breve, mas posso adiantar que o livro é perfeito :D

      Excluir
  2. Eu tô ansiosa pra ler, depois que a NC mudou as capas então... nuss! São lindas! Não tem como não ser seduzida! *3*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindas mesmo, mas o recheio... heheeh é fantástico :D

      Excluir
  3. Ainda não li. estava esperando sair o último livro,agora só me falta o dindin :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas esse conto é gratuito Ana, é só baixar :D

      Excluir
  4. Nunca li um conto de uma série, não sei se vou gostar. Será que tem como baixá-los no computador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dilza! Todos os contos de Estilhaça-me são gratuitos e digitais. Você pode baixar por exemplo no site da saraiva: http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/6861612 Você só precisa de um programa deles para ler esse arquivo, que também é de graça. Espero que você goste :D

      Excluir