Vango – Entre o Céu e a Terra

| 29 maio 2015 |
Vango não tinha passado e não fazia ideia de como seria o seu futuro. Ele não sabia quem era e quais eram as suas origens, porém, essa deveria ser a chave para explicar porque pessoas misteriosas o perseguiam, com a intenção bem clara de acabar com a sua vida.

Ao ser salvo de um naufrágio quando ainda era uma criança, Vango não tinha a menor ideia de suas origens. A única pessoa que foi salva com ele, conhecida apenas por Mademoiselle, parecia ter perdido a memória, não se lembrava de absolutamente nada, mas não se separou da criança. Criou Vango como seu próprio filho em uma ilha quase esquecida, na qual ele não ficaria para sempre.

Após desbravar o mundo, ele decidiu se tornar um padre, porém, a cerimônia em que ele seria ordenado é interrompida pela polícia investigando um assassinato. Um assassinato que Vango teria cometido. Esse é o ponto de partida para uma história elaborada com maestria.

O autor, Timothée de Fombelle, situou sua narrativa em um momento realmente tenso da história da humanidade. A história de Vango é inserida entre a primeira e a segunda guerra mundial. É muito interessante e estimulante para o leitor acompanhar a jornada de um personagem fictício em meio a uma situação e personagens reais.

Devo confessar que fiquei um tanto quanto perdida em certos momentos do livro. São muitos personagens sendo inseridos e, por mais que tudo se converta para um mesmo ponto, cada um deles tem suas histórias e situações distintas. A quantidade de informações inseridas a cada linha na obra, é algo bem raro de se encontrar em outros livros, principalmente devido à qualidade dessas informações. Nada é raso ou superficial, tudo é muito aprofundado, tudo tem uma razão de estar ali. Eu lembro que me senti assim também lendo “As Crônicas de Gelo e Fogo”. Muitos personagens e muitas situação apresentadas ao leitor. Mas não posso negar que o autor tem que ser um gênio para escrever um livro dessa forma.

Depois que você conhece realmente todos aqueles personagens e se situa na história, o leitor é levado até o fim por um mistério que aumenta a cada página. Vango é o protagonista certo para se trabalhar com tamanho suspense. Ele é alguém que não se lembra de seu passado, mas sabe que ali deve estar a resposta para tamanha perseguição. Ele conheceu pessoas fantásticas e únicas em sua peregrinação pelo mundo, cada uma com seus próprios mistérios que nos são apresentados no decorrer do livro.

No dia em que Vango viraria padre, conhecemos Ethel. Desde o começo é possível perceber o tamanho de seu encanto por Vango. Em uma época em que as mulheres ainda não tinham muita liberdade, ela vivia conforme desejasse. Por ser órfã e ter apenas um irmão mais velho, que não conseguia lidar com a sua rebeldia, ela aproveitava para fazer o que quisesse, mesmo que fosse investigar o paradeiro de um suposto assassino que ela conheceu um dia, e nunca havia conseguido esquecer.

Entre os interessantes, e muito bem construídos, personagens fictícios, também temos pessoas reais inseridas na narrativa. Tanto quanto a história criada pelo autor, amei ler no final do livro um capítulo extra, situando o leitor no período contado e apresentando aqueles que realmente existiram na nossa história.

“Vango – Entre o Céu e a Terra” é um daqueles livros que requer muita pesquisa, tempo para a criação de muitos detalhes, tanto quanto personagens, e um autor genial para conceber tudo isso de forma que o leitor passe por tantas páginas como se estivesse vivendo aquela história. Não vejo a hora de ler o próximo volume para descobrir como o autor solucionará tantos mistérios em um só livro. Porque não faltam mistérios para serem solucionados, isso tem de sobra, mas tenho certeza que o autor continuará com sua genialidade e maestria.

8 comentários:

  1. Oi, Jana!
    Com essa resenha fiquei louca pelo livro agora!! Ainda bem que já vi o sorteio aqui no blog. rsrsrs
    Amei isso de misturar ficção com fatos reais, principalmente esse período entre a primeira e segunda guerras mundiais.
    E que bom que mesmo o autor inserindo muitos personagens conseguiu fazer isso com um propósito.
    Amei a resenha! Um bjo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!

      Esse livro não entraria para os meus gêneros de livros favoritos, porém, ele é tão genial, o autor escreve de forma tão inteligente que é impossível não se envolver por essa história.

      Beijos!!!

      Excluir
  2. Nossa que história interessante, parece bem eletrizante e envolvente, fiquei doida pra ler esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Confesso que nunca ouvir falar nesse livro. Procurarei mais sobre ele no google :p

    Obs: Não achei a imagem pra compartilhar no sorteio deste livro. Acho que você esqueceu xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é um lançamento da Editora Melhoramentos :D
      Acho que a imagem se perdeu no meio de outras atualizações, hehehe, mas ela está aqui: https://www.facebook.com/293708574078704/photos/a.304433436339551.73584.293708574078704/787684208014469/?type=1&theater

      Excluir
  4. Olá, eu já ouvi falar um pouco sobre esse livro, tenho uma certa curiosidade em saber mais da história por conta da premissa que é bem interessante, mas não sei se faz meu tipo de leitura, quem sabe um dia eu leio e tiro minhas dúvidas :D

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois nos conte o que você achou, Clarisse :D

      Excluir