Creed: Nascido Para Lutar

| 10 dezembro 2015 |
Adonis tem o sonho de ser um grande lutador, assim como o pai que ele nunca conheceu. Para alcançar esse sonho, mesmo contra a vontade de sua mãe adotiva, ele abandona tudo, sua casa, seu emprego, para conseguir perseguir o seu grande objetivo. Porém, ele não conseguirá isso sozinho e, talvez alguém que já teve os mesmos ideais, possa ajudá-lo em sua busca para ser um vencedor.

Durante a Comic Con Experience 2015, nós tivemos a oportunidade de participar da pré-estreia do filme “Creed: Nascido Para Lutar”, em um dos painéis da Warner Bros. No filme, que só estreia em janeiro, nós voltamos ao mundo de lutas apresentados nos filmes da série "Rocky Balboa", em que o próprio deixa o seu papel de lutador para ser um mentor.

Quando Rocky Balboa conhece o filho de seu antigo adversário, Apollo Creed, por mais que ele relute em aceitar a proposta do garoto para que ele o treine, reviver memórias tão antigas só poderiam despertar o lutador que ainda existia dentro dele. Por mais que seu corpo não fosse o mesmo, sua mente e seu coração ainda clamavam por mais uma vitória, mesmo que fosse através do filho de Creed. Mal ele sabia que teria suas próprias lutas para ainda travar e que ele não estaria sozinho.

Nunca fui muito fã dos filmes da série “Rocky Balboa”, ou filmes de lutas em geral, mas não pude deixar de me interessar por essa história de amizade, superação e luta. A relação que nasce, e se desenvolve durante o filme, entre Rocky e Adonis é tão singela e real que é impossível não se envolver com eles durante a narrativa.

Os personagens nesse filme lidam com vários tipos de superação, não apenas se tratando de lutas. É muito interessante como os relacionamentos são mais pessoais e nós podemos realmente ver os laços sendo criados e as lutas extrapolando as barreiras de um ringue. Muitas lutas aqui são internas. Quando você não deve desistir, quando você deve lutar com um inimigo que está dentro de você e não apenas para seguir em frente, mas por todos que estão à sua volta, é fantástico de se ver. Achei muito mais tocante e emocional do que usualmente encontramos nesse tipo de filme.

“Creed: Nascido Para Lutar” é um filme que vai agradar aqueles que acompanharam e são apaixonados pelos filmes antigos, mas também pode entreter aqueles que nunca assistiram Rocky Balboa em seu auge. Não é meu gênero de filme preferido, mas acredito que a questão emocional do filme foi tão bem desenvolvida que realmente conseguiu captar a minha atenção durante cada minuto do filme. 

6 comentários:

  1. Legal sou muito fãn do ROCKY mas ainda não vi este filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse filme será lançado só em janeiro :D

      Excluir
  2. Eu vi o trailer no youtube, e cara o filme vai ser muito bom !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei, e olha que eu nem sou muito fã desse tipo de filmes... hehehe
      Beijos!!!

      Excluir
  3. Jana!
    Já assisti esse filme, mais porque maridão gosta do Stalone e é uma boa diversão para quem gosta de superação e luta.
    “Somente quando encontramos o amor, é que descobrimos o que nos faltava na vida.” (John Ruskin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir