A Série Divergente: Convergente

| 13 março 2016 |
Tris sempre soube que era diferente, porém, não sabia que era única, especial. Durante muito tempo, foi tratada como algo anormal por ser Divergente. Agora, além do muro, ela irá descobrir que o mundo é muito maior do que ela jamais imaginou, e o que a tornava diferente, poderia ser uma esperança para o futuro da humanidade.

Essa semana eu liberei uma coluna dizendo o quanto eu estava esperando um filme diferente do livro. Eu realmente amo a série “Divergente”, mas, quem nos acompanha aqui no Blog sabe que eu tenho várias ressalvas sobre alguns fatos do último livro. Fui para o cinema com a esperança de que as partes que eu não gostei fossem mudadas, o que era muito provável depois da adaptação nada fiel do segundo livro, então, não poderia ter saído mais feliz do cinema com o resultado do que eu vi na tela.

Enquanto Evelyn, que havia assumido o lugar de Jeanine como líder das facções, apesar de uma de suas primeiras ordens ter sido o fim desse tipo de separação, estivesse no poder como uma tirana, começando com julgamentos onde o povo exigia o sangue de seus inimigos, assassinatos a sangue frio, Tris, Quatro, Caleb, Peter e Cristina fugiram de Chicago. Foram descobrir o que poderia haver além do muro.

Não poderia ser mais surpreendente descobrir que você havia vivido toda a sua vida em um experimento, sendo observado por toda uma população. Que a sua existência era a tentativa de corrigir uma modificação genética que um dia fora feita para melhorar a humanidade, mas que quase a havia destruído. Tris era a única pessoa do experimento de Chicago geneticamente perfeita, o milagre que eles tanto esperavam. Aquilo poderia ser algo bom, se segredos, traições e uma guerra eminente não estivesse prestes a explodir dentro do muro, e também fora dele.

O filme captou a essência do livro, as partes principais que deveriam estar lá, que nos manteve familiarizados com a história, mas eliminou tudo o que me incomodou demais enquanto lia a narrativa. Se eu tivesse escrito o roteiro, não teria deixado tão perfeito assim. Tenho certeza que os leitores que amaram cada cena do livro vão sair do cinema bem decepcionados. Assim como “Insurgente”, o filme não está fiel ao livro, mas, para quem achou que o livro poderia ter sido bem diferente, vai se apaixonar pelo resultado.

As cenas narradas pelo Quatro, um personagem nos apresentado como alguém forte, decidido, que serviria de inspiração para outras pessoas, que cria praticamente uma personalidade diferente narrando os capítulos, se manteve o mesmo dos primeiros filmes. Ele continua com a personalidade e inspiração que amamos. Podemos continuar suspirando por um personagem sempre tão perfeito nos filmes.

O filme termina exatamente no final do livro “Convergente”, tirando um fato marcante que acontece no final, que eu absolutamente detestei a forma como aconteceu, portanto, fiquei muito feliz que não tenha acontecido no filme. É muito interessante pensar que, pela primeira vez se tratando de uma adaptação, não fazemos ideia do que acontecerá no último filme. “Ascendente” nos trará uma história completamente nova, tenho certeza que um desfecho muito mais marcante e satisfatório do que encontramos no livro.

 “A Série Divergente: Convergente” superou todas as minhas expectativas. Amo essa série e esperava realmente que o filme conseguisse trazer para as telas apenas aquilo que fosse necessário para continuar essa fantástica história com personagens, facções e segredos que tanto amamos. Depois do que vi hoje nos cinemas, mal posso esperar para assistir ao próximo filme. Tenho certeza que será uma conclusão digna para uma série tão brilhante e inovadora. Já estou contando os dias.

4 comentários:

  1. Oi, Jana

    Estou super ansiosa para assistir Convergente, pois é uma trilogia que amei demais quando li (tirando alguns 'detalhes' ... rsrs). Não vejo a hora de assistir ao filme... que pelo que vi está maravilhoso...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Cris :D
      Depois me conte o que achou.
      Beijos!!!

      Excluir
  2. Não vejo a hora de assistir esse filme, pois é minha saga favorita ❤

    ResponderExcluir