Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

| 03 novembro 2016 |


Alvo Severo Potter carrega o nome de dois grandes bruxos e o sobrenome do homem mais famoso da história. Aquele que venceu o Lorde das Trevas e trouxe a paz para o mundo bruxo. Porém, ser filho de Harry Potter fazia com que as pessoas tivessem expectativas que talvez Alvo não pudesse, ou não quisesse, alcançar.

Harry Potter agora é um homem adulto, pai de três filhos e com um grande cargo no Ministério da Magia. Seria de se imaginar que sua vida fosse completamente perfeita, mas estamos muito longe disso. O fardo que ele carregou é muito grande para que qualquer pessoa possa realmente superar.  Sua família é seu maior tesouro, mas nunca ninguém lhe ensinou como um pai deveria ser e, um filho como Alvo, pode ser mais desafiador do que enfrentar um bruxo das trevas. Pelo menos com um Comensal, Harry sabia exatamente o que tinha que ser feito.

Quanto tempo nós esperamos por esse momento? Quantos de nós não ficamos em polvorosa ao descobrir que a aguardada oitava história de “Harry Potter” finalmente viria ao mundo? E, tendo que nos conformar que não seria exatamente como estávamos esperando, mas uma peça de teatro? Claro que nossa querida J.K. Rowling não deixaria o resto do mundo no escuro, e publicou o roteiro da peça em formato de livro.

Quando comecei a ler, mantive em mente que era o roteiro de uma peça, e não um livro. Assim como um filme, o roteiro não terá todos os detalhes com os quais estamos acostumados. O leitor terá em mãos um texto centrado em falas, descrições de cenários e como os atores se movimentam por ele e, em alguns momentos de sorte, alguns de seus sentimentos, que devem ser interpretados nos momentos certos.

Apesar disso, estamos falando da gênia, mágica, bruxa J.K. Rowling. Eu imagino que até a sua lista de compras seria fabulosa, então, o roteiro de uma peça não seria diferente. Amei, de todo o meu coração, conhecer Alvo Severo Potter e Escórpio Malfoy, os dois grandes protagonistas dessa história.

Alvo é um menino que carrega um fardo gigantesco. Seu nome e sua família fazem com que as pessoas esperem muito dele, o que, ao contrário do pai, não o desabrochou, mas fez com que ele se retraisse para o mundo, inclusive para sua família. Ele mal falava com as pessoas, não se dava bem nas aulas e acreditava que tudo seria mais fácil se ele não pertencesse àquela família.

Escórpio, o único amigo de Alvo, foi um deleite de se conhecer. Com uma personalidade que lembra muito Fred e Jorge Weasley, em muitos aspectos ele também lembra Harry. Um menino que não teve uma infância feliz, com uma mãe muito doente e com pessoas a sua volta que se afastavam dele por um determinado motivo, ele tentava, e conseguia, manter o sorriso no rosto e a felicidade a sua volta, mesmo que também só tivesse Alvo em sua vida.

A amizade deles é algo que só realmente J.K. Rowling consegue construir, algo para nos comover e inspirar a cada momento. Quando Alvo decide tentar corrigir um dos erros de seu pai, por mais que seja algo totalmente proibido, perigoso e provavelmente fadado ao fracasso, eles seguem em direção a sua própria aventura, nos levando por uma viagem emocionante em um mundo que já conhecemos e aprendemos a admirar.

Emoção é a palavra-chave desse livro. Como sempre, o foco da autora é amizade, família e morte. Como seriam esses três temas, atrelados a fatos que já nos fizeram derramar muitas lágrimas, algo senão repleto de emoção?

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” trouxe para o meu coração sentimentos que eu não sentia há muito tempo, e foi absolutamente formidável lembrar de cada um deles e saber que Harry ainda tem o poder de me tocar como nenhum outro personagem. Isso tudo apenas lendo o roteiro, eu imagino a emoção de quem viu realmente a peça, da forma como essa história foi concebida para ser vista. É muito talento de uma autora que nós traduzimos com muito amor, mesmo depois de todo esse tempo... sempre.

24 comentários:

  1. MEUS DEUS EU PRECISOOOOOOOO!!!! Nem ligo se é mais roteiro do que livro, mas preciso muito de saber mais da história, principalmente porque não pude ir assistir a peça. Quero sentir esse sentimento de nostalgia também. Aliás, adorei ver essa resenha por aqui.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Eduarda, para quem é fã, é impossível não amar, mesmo não sendo exatamente um livro.
      Depois me conte o que achou.
      Beijos!!!

      Excluir
  2. Jana!
    Tudo que vem da autora é bem escrito e sendo uma história voltada para o Harry e sua família, ainda melhor, né?
    Interessante é ver que os filhos tem personalidades diferentes das dos pais e são amigos, ao contrário dos pais, né?
    Adorei!
    “A missão suprema do homem é saber o que precisa para ser homem.” (Immanuel Kant)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É fantástico mesmo :D
      Me emocionei muito lendo.
      Beijos!!!

      Excluir
  3. Oi Jana...
    Apesar de não ser fã do mundo de Harry Potter, achei bacana o estilo desse novo livro, surgindo tanto tempo depois... Já ouvi falar que traz uma sensação de nostalgia, por voltar no tempo e trazer à memória vários fatos que ocorreram nos outros livros. Adorei sua resenha... Quem sabe eu dê uma chance a essa leitura em algum momento...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, Cris, uma oportunidade é tudo o que essa série precisa para conquistar você hehe.
      Beijos!!!

      Excluir
  4. Nossa, estou doida pra ler esse livro, curto muito o universo Harry Potter, parece super emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  5. Espero poder ler esse maravilhoso livro um dia, e quero conhecer a cada detalhe cada palavrinha,e dizer o que realmente eu esperei em relação a toda historia oferecida pela autora!!!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei, de coração.
      Espero que você se encante também.
      Beijos!!!

      Excluir
  6. Eu gosto de ler peças de teatro imaginando cada gesto, cenário, entonação de voz rsrs fazer isso com HP é sonho realizado. Pelas resenhas que li, já tenho uma queda pelo Escórpio rsrs um Potter na Sonserina vai ser algo maravilhoso, pq é a minha casa S2 para ser feliz só preciso que a Hermione ou seus filhos apareçam na história.. Nevill como professor, tenha que ler isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que você vai amar :D
      Beijos!!!

      Excluir
  7. Oi Jana!
    Tive tanta vontade de assistir a peça, pois com certeza é uma experiência diferente do livro, estou doida pra ler.
    Que legal a J.K. Rowling criar essa amizade entre o filho do Harry e do Malfoy. E como você disse também acho que vou sentir esses "sentimentos que não sentia há muito tempo", quando lia Harry Potter na época da
    escola.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo depois de ler, ainda espero ter a chance de um dia ver essa grande história como ela nasceu para ser :D
      Espero que você ame também.
      Beijos!!!

      Excluir
  8. Oi, Jana!
    Sou apaixonada por Harry Potter e esse universo maravilhoso! Mas apesar de ser muito fã, ainda não li os livros. Tenho na estante e espero poder ler em breve. E claro que vou querer ler esse também!
    Amei a resenha e com mais ansiedade fiquei para conferir essa linda obra.
    Obrigada.Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de ler, Márcia :D
      É completamente mágico <3 <3 <3
      Beijos!!!

      Excluir
  9. Oi, Jana!
    Eu estou querendo muito o livro e tentando ao máximo manter na cabeça que não foi exatamente obra da J.K., mas sim de fãs, e por isso não devo ter altas expectativas, mas quando se trata de HP, como fazer isso??
    Já vi pela sua resenha que o Escórpio é adorável, provavelmente vai ser meu personagem favorito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luciana!
      Não foi escrita completamente pela J.K., mas tudo ali tem o aval dela, o que conta muito, né?
      Depois me conte o que achou.
      Beijos!!!

      Excluir
  10. Confesso que participei de tantos sorteios com esse livro que perdi a conta. :'( Ele deve ser mágico de se ler e conter tantas emoções nele que fico toda arrepiada, sua resenha foi maravilhosa parabéns. \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de ler, Andresa :D
      É mágico voltar para esse universo.
      Beijos!!!

      Excluir
  11. Não imaginava que o livro era quase que um roteiro de uma peça. Pensei que se tratasse de um livro "comum".
    Mas acredito que mesmo assim,para todos os fãs do bruxinho mais amado do mundo, que agora é um pai de família, esse é um ótimo presente para todos que esperavam mais um pouquinho desse mundo mágico!!!

    E com certeza pretendo conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jana!

      É legal começar a ler sabendo que é um roteiro, para não se decepcionar, mas a história é fantástica.
      Beijos!!!

      Excluir
  12. Infelizmente ainda não conheço esse universo de HP, e fico me sentindo até excluída enquanto todos vibram pelos lançamentos e novidades relacionados a série. Em 2017 pretendo ler pelo menos o primeiro, e se eu gostar com certeza vou querer saber mais e ler este, já que pelos comentários percebo que os personagens deixam saudades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      "Harry Potter" é fantástico.
      Vou ficar torcendo muito para que esse universo também encante você :D
      Beijos!!!

      Excluir