Malícias e Delícias

| 19 fevereiro 2017 |
Claire estava na faculdade, tinha grandes planos para o futuro, principalmente o de nunca querer ter filhos e ainda era virgem, algo muito questionado por sua amiga Liz. Querendo bravamente resolver a sua situação, Claire, com muito mais álcool no organismo do que seria recomendado em qualquer situação, perde a virgindade com um homem que ela conheceu em uma festa da faculdade. Antes de ele acordar, ela vai embora, por mais que tenha gostado muito dele, mas estava envergonhada o suficiente para sair correndo. Mal ela esperava que aquela noite acabaria com a sua maior certeza e mudaria sua vida para sempre.

Carter estava em uma festa de faculdade, lugar que ele nem estudava e conheceu uma mulher maravilhosa. Ela gostava dos mesmos filmes que ele, tinha um cheiro de chocolate incrível e perdeu a sua virgindade com ele (por mais que ele estivesse bêbado demais no momento para perceber). Quando acordou, ficou desesperado em saber que ela tinha ido embora, e ele nem ao menos sabia o seu nome. Eles iriam se reencontrar, muitos anos depois, e Carter mal poderia imaginar a surpresa que o aguardava.

Não sei bem o que eu esperava antes de começar a ler esse livro, mas, com certeza, foi muito mais divertido do que eu teria imaginado. Acho que nunca li um livro tão repleto de cenas de sexo, pessoas excitadas, palavrões sem economia, mas que me fizesse rir tanto.

Esse não é um livro romântico ou fofo, daqueles melosos. O romance existe, é fantástico de se acompanhar, porém, é tão real, tão incrivelmente sem rodeios ou pudores que acaba sendo diferente de qualquer outro livro onde a história do casal fosse o foco que eu já tive a oportunidade de ler.

Claire nunca quis ter filhos, mas já que o destino colocou em seu caminho uma criança superesperta, desbocada e muito difícil de se educar, apesar de muito amorosa, ela teria que encarar aquilo e lutar para que o futuro daquela criança não fosse um desastre. O relacionamento de mãe e filho aqui é fantástico. A protagonista ama o filho, mas também tem vontade de atirá-lo do carro quase sempre. Amei o fato de ela não ser uma mãe perfeita, ou ele uma criança doce e meiga, como sempre vemos em outras histórias.

Carter nunca esqueceu Claire, ou mais especificamente da noite que eles passaram juntos e de seu cheiro de chocolate, tanto que nem a reconhece quando finalmente a encontra, alguns anos depois. Mais isso é rapidamente resolvido, assim como a grande descoberta, o choque, o impacto e a mudança radical que aconteceria em sua vida ao descobrir que ele era pai de uma criança que, em seu primeiro ato se carinho, lhe deu um chute na canela.

A capa combina completamente com o livro. A autora até gostou mais da capa brasileira do que a original. Cada capítulo inicia com uma ilustração que remete bem a história. 

Amo romances fofos e melosos, mas “Malícias e Delícias” também me conquistou com o seu texto sem censura, pessoas tão imperfeitas, tão próximas da realidade, que é impossível não se deliciar em todos os sentidos. Seja na doceira ou no sex shop, essa história vai prender você.

14 comentários:

  1. Jana,vou ser bem sincera!
    Odeio pessoas moralistas e hipócritas, mas detesto essa capa!

    Bem,quanto a história, faz muito tempo que não leio livros hot.
    Já li muitos,mas dei um tempinho.
    Mas talvez eu até leria esse livro,por você nos contar que é divertido,e que é real!
    Pois crianças não são fáceis. E fofas o tempo todo também não são.

    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jana!
      Esse livro é bem mais real do que costumamos encontrar por aí, acho que exatamente por isso é tão engraçado.
      Quanto a capa, só devo dizer que não saí com ele de casa, para ler em público rsrs
      Beijos!!!

      Excluir
  2. Olá, Jana.
    Eu já tinha me interessado por esse livro porque li uma resenha em que a blogueira disse que riu o livro todo com ele. Mas não sabia sobre os palavrões, o que eu não gosto muito em um livro. mas acho que mesmo assim ainda quero ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sil :D
      Bom, esse livro está lotado de palavrões, mas acho que combinam bem com a narrativa, e os personagens, que estão longe de serem príncipes e princesas hehe.
      Beijos!!!

      Excluir
  3. Jana!
    Que livro bem crível por causa das imperfeições das personagens e também por mostrar uma situação que acontece de forma mais comum do que podemos imaginar.
    Fiquei com muita vontade de ler.
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Rudy :D
      Depois me conte o que achou.
      Beijos!!!

      Excluir
  4. Me pareceu uma história bem engraçada e se preparar para conhecer bem os personagens adorei a capa achei super chamativa.
    Abraço!!

    ResponderExcluir
  5. Estou doida pra ler esse livro, parece ser uma leitura interessante e super divertida, não gostei muito da capa, prefiro a americana, mesmo assim cada resenha que vejo desse livro me deixa ainda curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  6. Achei a capa pra lá de feia, essa boneca inflável (pelo menos é o que aparenta a moça de cabelinhos loiros e boca em forma de o), acredito que poderiam tem feito uma capa que ficasse dentro do tema, sem ser tão feinha (além disso a menina da capa parece demais uma menor de idade, o que pode causar uma estranheza a quem vê). Mas tirando isso eu leria de boa! Achei bem legal a ideia toda!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Jana!
    Já vi muitas resenhas desse livro e admito que me surpreendi por ver tantos leitores gostando, parece ser uma história mesmo bem divertida e descontraída, ainda que com um teor adulto bem mais alto e que definitivamente me repele e passa longe da minha estante, hehe. Mas, ainda que eu lesse o estilo, continuaria decepcionada com essa capa tão feia para uma história que consegue ser tão mais que isso. Felizmente o conteúdo, apesar disso, consegue salvar o livro como um todo, e é realmente um ponto a se valorizar sobre os personagens serem imperfeitos e mais reais do que nos romances convencionais. Valeu a dica mesmo assim.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ler, no futuro, depois me conte o que achou :D
      Beijos!!!

      Excluir