Zane

| 04 fevereiro 2017 |
Quinn Armentrouth pertencia a alta sociedade. Seus pais sempre puderam lhe dar tudo o que ela necessitasse, porém, agora ela achava que deveria conquistar o sucesso com seu trabalho e dedicação, sozinha. Zane era um mecânico muito atraente, tatuado e com um passado que assustaria muitas pessoas. O destino de ambos jamais se cruzaria normalmente, eles viviam em mundos muito diferentes, porém, quando isso acontece, uma paixão avassaladora surge, assim como todos os problemas em viver esse grande amor.

Zane salva Quinn de um possível assalto e eles imediatamente são atraídos um pelo outro, mas imaginavam que nunca mais se veriam. A protagonista trabalhava com antiguidades e é incumbida de restaurar uma moto de grande valor. Ao levar o veículo para uma oficina de sua confiança, é surpreendida pela presença de um mecânico que vinha dominando cada um de seus pensamentos.

Em seu primeiro encontro, eles conseguiram “seguir em frente”, porém, agora seria impossível não dar vazão a tamanho desejo, mesmo que fosse apenas por uma noite. Zane e Quinn encontram um no outro algo que eles nunca sentiram por ninguém, e lutariam contra tudo e todos para viverem essa história, mesmo que em seu caminho estejam ex-namoradas loucas, ciumentas e obsessivas e pais preconceituosos que fariam de tudo para acabarem com esse relacionamento.

Esse livro é tão sexy e sedutor quanto a capa nos faz acreditar que ele seja. Gosto muito da forma como a autora, Patrícia Rossi, desenvolveu o relacionamento dos protagonistas. Eles sentiam aquela vontade incontrolável de finalmente estarem juntos, de poderem desfrutar de uma noite ao lado do outro, e não ousaram perder tempo com questionamentos, enrolações ou impedimentos impostos por eles mesmos, o que é bem comum em outros livros com essa temática, quando os protagonistas são muito diferentes, e ficam se lamentando dos motivos pelos quais não podem ficar juntos.

Zane já foi perdidamente apaixonado por uma mulher. Alguém que fez com que ele se perdesse completamente. Seja pela sua paixão, ou pelo mundo que ela o apresentou, repleto de drogas, eles viveram durante muito tempo algo doentio, que não fazia bem a nenhum deles. Apesar dele ter superado esse período de sua vida, ela não superou, o que faz com que a autora tenha grandes oportunidades de criar conflitos e cenas tensas durante a narrativa.

Por outro lado, a vida de Quinn nunca foi regada a grandes emoções. Entre festas da alta sociedade, uma família perfeita e um noivo escolhido a dedo, ela decidiu lutar por ela mesma, principalmente ao descobrir que o noivo não a amava e a traia com outras mulheres. Ela é uma protagonista que começa o livro já tendo as rédeas de sua vida nas próprias mãos, que está preparada para realizar os seus desejos, mesmo que eles venham na forma de um motoqueiro tatuado, e não admitirá que ninguém, nem mesmo os próprios pais, mudem a sua opinião sobre suas escolhas, sobre a forma que ela decidiu seguir com a sua vida.

“Zane” é um livro com um casal apaixonante. Tudo entre eles começa como atração e desejo, mas ao se conhecerem, saberem do passado um do outro e conviverem, algo a mais começa a surgir e, aconteça o que acontecer, nada vai conseguir diminuir um sentimento tão forte de cumplicidade e amor que nasceu perante tantas atribulações.

14 comentários:

  1. Jana!
    Amo romances assim, onde os protagonistas tem um passado problemático em relação a seus relacionamentos anteriores e não querem se entregar a um novo amor, querem apenas curtir o momento e acabam descobrindo que tem mais em comum do que poderiam imaginar e se apaixonam...
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Jana.
    Eu infelizmente não sou muito fã de livros do gênero. Acho todos eles muito parecidos. Sempre tem um casal que são muito diferentes mas mesmo assim não conseguem ficar longe um do outro e sempre um dos dois tem um passado conturbado, geralmente o personagem masculino. E esse tipo de capa também não me atrai. Por isso acho que não leria ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena!
      Mas, você está certa, temos que ir em busca daquilo que realmente gostamos :D
      Beijos!!!

      Excluir
  3. Janaína, o livro me pareceu encantador um romance quase perfeito mais com tantas complicações e difícil não se apegar rapidamente a história creio eu que esses dois me conquistaram aqui.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  4. eu nunca tinha escutado falar desse livro
    e apesar de ter a sensação de já li isso antes, vamos ser sinceras os romances normalmente são variação do mesmo tema o gostoso é a forma como é apresentado isso e os personagens que no caso parecem ser muito bem construidos e por causa disso eu gostaria de dar uma chance
    tentando lembrar de que outro canto tem alguém

    ResponderExcluir
  5. Oi Jana!
    Assim que vi a capa do livro,sabia que a trama iria me agradar.
    Para ser bem sincera,gosto quando o personagem masculino se parece fisicamente com o Zane.😯😍
    Bem,agora sério!
    Gostei de saber que o casal vai lutar contra preconceitos ,intrigas,para viver seu romance.
    Acredito que não seja somente um livro erótico.Tem conteúdo.

    Gostei da dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza!
      É maravilhoso :D
      Espero que você goste.
      Beijos!!!

      Excluir
  6. Ah, sinceramente? Não consigo gostar desse tipo de capa que tem homem sem camisa/de cueca. Acho a coisa mais feia, apelativa e desnecessária. Tenho certeza que se o povo da editora se esforçasse um pouco mais, conseguiria fazer uma coisa atrativa sem precisar disso. De qualquer maneira, o romance parece bem legal, e Zane se mostra ser o típico bad boy. Tenho visto muitos comentários positivos sobre esse livro, mas ainda não decidi se quero ler.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Adriana! Também não gosto muito de capas assim, é um pouco desconcertante ler em público, mas o conteúdo é muito bom. Espero que você goste.
      Beijos!!!

      Excluir
  7. Oi, Jana!
    Interessante a premissa. Legal você citar a questão dos personagens não ficarem 'alimentando os motivos pelo os quais não podem ficar juntos', a maioria realmente faz isso e fugir desse padrão como você citou é mesmo um ponto a se valorizar no livro. Ainda que a própria vida não tenha sido tão emocionante e intensa quanto a do Zane, a Quinn ainda assim se mantém certa de si e só o fato de tomar as rédeas da própria vida sem pestanejar mais é ótimo, mas estando todo em um contexto de romance mais sensual, hot e tal, é uma dica que irei deixar passar por realmente não curtir o estilo, mas valeu a recomendação mesmo assim. ^_^
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sâmella!
      Que bom que você achou interessante, mas nós temos que ler realmente aquilo que agrada a gente, né?
      Já temos tão pouco tempo para isso hehe
      Beijos!!!

      Excluir