Montanha da Lua: A Maldição dos Hallinson

| 23 março 2017 |
Mical Baudelaire Nashgan era uma mulher que sonhava em se casar por amor, mas, devido a sua idade, já não tinha esperança de encontrar um marido por quem ela se apaixonasse, muito menos ser agraciada com filhos. Octávio Hallinson vive recluso, amargurado, com feridas impostas por uma maldição que perseguia a sua família por gerações. Quando Mical e Octávio se veem lado a lado, tendo que conviver por dias, cuidando um do outro, sentimentos são despertados e cada um terá as suas razões para tentar fugir deles.

Posso dizer que estou em uma ótima fase em descobrir autores nacionais realmente talentosos nesse mundo da literatura. Mari Scotti é uma autora de quem eu já tinha ouvido falar, conhecia suas obras pelos títulos, mas nunca tinha realmente me interessado em ler, até esse momento. Agora, tenho certeza que vou correr para devorar cada uma de suas obras, pois esse meu primeiro contato foi surpreendente.

Octávio salva Mical do ataque de um urso e a leva para a montanha, onde ele vive recluso desde o falecimento de sua esposa. Mical pensa que foi sequestrada por aquele homem selvagem, mas ela mal poderia imaginar que estava aos cuidados de um dos homens mais importantes da região. Quando ela descobre a verdadeira identidade de seu salvador, e que seu intento era apenas ajudá-la, seu coração começa a não querer mais voltar para casa, e permanecer ao lado daquele que salvou sua vida.

Por mais que Octávio temesse a maldição, responsável pela morte de todas as mulheres que foram amadas por um Hallinson, ele não resiste aos encantos de Mical e se casa com ela. A protagonista nunca se sentiu tão feliz e completa, ela amava seu marido como nunca imaginou amar um homem, porém, por mais que o sentimento fosse recíproco, o pavor de Octávio perante a maldição, perante a possibilidade de perder novamente sua esposa, poderia ser o estopim para o fim de toda aquela felicidade.

Que livro encantador! Amei o começo da trama, sem rodeios ou enrolações. Os dois se conhecem, em um momento tenso, são quase que jogados nos braços um do outro e encontram aquilo que eles precisam. Após o que seria o final feliz, um casamento e uma gravidez muito desejada, tudo começa a desandar na vida do casal, o que torna o livro muito original.

Mical é uma mulher que, apesar da época exigir, não quis se casar, até encontrar aquele homem que fizesse o seu coração realmente bater mais forte. Adorei como a autora encaminhou as decisões da protagonista. Alguém que quer se proteger, que não quer sofrer, mas que também entende o sofrimento de seu marido, suas dúvidas e tem amor o suficiente para perdoar, mais de uma vez, suas decisões precipitadas.

Octávio passou a vida inteira sofrendo por conta da maldição de sua família. Ele não se permitia amar ou ser feliz, se isso mantivesse a sua mulher viva. É muito interessante ver tantas faces de um personagem. Ele passa de um homem bruto, frio, para alguém mergulhado na tristeza e no sofrimento, alguém que não tem vergonha de mostrar suas lágrimas, que realmente consegue passar todo o temor de sua mente e de seu coração.

“Montanha da Lua: A Maldição dos Hallinson” me conquistou por trazer um casal tão apaixonante, com uma química perfeita. As suas cenas de paixão são de tirar o fôlego, a cumplicidade entre eles é tão natural quanto especial, impossível de não se apaixonar por essa obra incrível de mais uma excelente autora nacional que eu tive a honra de conhecer.

4 comentários:

  1. Oi Jana! Amei sua resenha e sua paixão pelo casal! Obrigada pelo carinho de compartilhar suas impressões.
    Beijo, Mari Scotti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu comentário, fiquei muito feliz <3
      Eu que agradeço por esse livro fantástico.
      Beijos!!!

      Excluir
  2. O que chamou a minha atenção logo no início da postagem foi a capa.Nossa,é muito linda!
    Me lembrou um pouco "A Garota da Capa Vermelha".

    E a história também me agradou muito!
    Uma magia,um romance e um passado sombrio,é de ficar cheia de vontade e curiosidade de ler.
    Ainda não li nada da autora. E gostaria de conhecer sua escrita com esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você ame tanto quanto eu, Jana :D
      Beijos!!!

      Excluir