O Estranho

| 10 setembro 2017 |
Dormir com um estranho durante um ano e meio pode ser algo muito incomum, mas Gwen descobriria que seria muito mais intenso ter aquele homem ao seu lado durante o dia, cuidando de cada um de seus movimentos e a protegendo de qualquer um que cogitasse lhe fazer mal.

A premissa desse livro é de uma história realmente intensa, e é exatamente isso que encontramos em cada uma dessas páginas. Kristen Ashley escreveu uma história com um relacionamento totalmente incomum, que eu nunca encontrei antes em outra narrativa.

Gwen conheceu um homem lindo e misterioso após um dia de muita bebedeira. Em uma decisão completamente louca, ela o levou para sua casa, onde ela teve a melhor noite de sua vida, mas acordou sozinha. Dias depois, na madrugada, aquele estranho, do qual ela não sabia nem o nome, volta para sua cama, e ela não consegue, nem tem vontade, de detê-lo. Esse relacionamento se estende dessa forma por mais de um ano, até que ele precisa de mais do que as noites ao seu lado para mantê-la segura.

Quando a irmã de Gwen, envolvida com os piores marginais possíveis, coloca a irmã em perigo, Hawk não mede esforços para proteger a sua mulher, pois Gwen era sua, e somente sua, até que ele dissesse o contrário.

Devo dizer que amei a protagonista. Gwen tem a personalidade que nós geralmente encontramos na melhor amiga, irmã ou colega de quarto da personagem principal. Em geral, sempre temos protagonistas que não se importam com a aparência, se acham feias e se vestem de forma desleixada. Gwen é completamente o oposto disso. Ela tem mais vestidos do que cabem em seu guarda-roupa, sabe exatamente quais são as roupas que a deixam “vestida para matar”, sonha com sapatos que valem muito mais do que ela ganha durante um mês inteiro e é capaz de se atrasar para o aniversário de casamento dos pais porque sua maquiagem não combina com sua roupa.

Gwen não é aquela protagonista inocente que só tem olhos para o amado, muito pelo contrário. Se ela está cercada de homens “gostosos”, ela deixa isso bem claro, o quanto ela gosta da situação e o quanto ela quer que eles apreciem o vestido ou o penteado que ela fez naquele dia. E mesmo assim, ela não é uma personagem esnobe, irritante ou chata, muito pelo contrário. Ela é divertida, real, o que torna uma personagem realmente fantástica para esse livro.

O relacionamento de Gwen e Hawk é totalmente intenso. Em poucos dias, eles vivem o que casais normais viveriam em anos. Enquanto Hawk sabe tudo, absolutamente tudo sobre sua mulher, ela está começando a descobrir quem é aquele homem misterioso, o que ele faz realmente para sobreviver (ou talvez ela não queira saber) e o que ele está disposto a fazer para manter ela e sua família em segurança.

“O Estranho” é um livro que foi muito além das minhas expectativas. Intenso, diferente e romântico, sem ser meloso ou doce demais, tudo na medida certa para fazer os leitores se apaixonarem por essa história e seus personagens únicos.

4 comentários:

  1. Jana!
    Gostei de duas coisas: primeiro que eles já tem um relacionamento há algum tempo e também porque não são adolescentes ou jovens adultos, são protagonistas mais maduros.
    Não gostei foi do nome: Gwendolyn. Parece nome de algum ser fantástico. Vai-te!
    Deve ser uma leitura interessante, ainda mais porque envolve família também.
    Desejo uma ótima semana de luz e paz!!
    “A sabedoria não está em não falhar ou sofrer, mas usar nossas falhas para amadurecer e nosso sofrimento para compreender a dor dos outros.” (Augusto Cury)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jana!
    Fico contente em saber que a Gwen não é uma personagem esnobe e irritante pois detesto personagens assim, e é bom saber que O Estranho é romântico na medida certa pois romace meloso e doce demais não é pra mim... Então, valeu pela dica, espero conhecer a história de de Gwen e Hawk em breve...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Realmente Jana; A trama desse livro é muito diferente!
    Dormir com alguém desconhecido durante um ano é bem estranho.
    Mas parece que está dando tudo certo para a Gwen e Hawk dessa forma.
    Assim como gostei da personalidade diferente da " mocinha " da história,que pela resenha não tem nada de inocente.

    Fiquei curiosa em ler o livro,exatamente por ser original.
    Gosto de romances que fogem da mesmice.

    Boa dica! 😊🤗

    ResponderExcluir
  4. Olá Jana! Essa é a primeira resenha que vejo desse livro, gostei muita da trama, é bem diferente, fiquei super interessada em conferi essa história, foi pra lista de leitura com certeza.
    Bjs

    ResponderExcluir