Atraído

| 25 novembro 2017 |
Drew é um típico homem de negócios que nasceu em uma família privilegiada, sempre teve tudo o que quis e agora estava se tornando responsável pelos negócios da família. Ele era ótimo em seu trabalho, trouxe muito dinheiro para o negócio do pai, porém, além do trabalho, ele só se importava em se divertir com mulheres, até Katherine Brooks aparecer em sua vida.

À primeira vista, esse livro parece como muitos outros do gênero que encontramos por aí, porém a autora, Emma Chase, foi muito além e conseguiu criar uma narrativa cativante, inteligente, com um protagonista revelador.

Por ser o narrador dessa narrativa, é incrível conhecer Drew. Um homem sedutor, que nunca se apaixonou em sua vida, que conversa com o leitor durante toda a narrativa, contando como era a sua vida e como ela virou de ponta cabeça ao finalmente encontrar uma mulher que balançaria completamente o seu mundo.

Impossível não se apaixonar pela forma como o protagonista nos conta a sua história. É tão comum encontrar livros em que a mocinha é a narradora, ou que, em uma segunda versão em que se muda o narrador, o protagonista não é exatamente aquilo que nós imaginávamos. Nessa obra, já partimos diretamente para um dos pontos de vista mais incríveis e divertidos que já encontrei em livros.

A princípio, encontramos o protagonista em um estado terrível, doente, abandonado em sua grande cobertura e de coração partido. Como ele ficou desse jeito? Ele faz questão de nos contar, passo a passo, como chegou a aquele ponto. Todas as burradas que fez, seu jeito de ver a vida, como ele era controlador em seu trabalho e, como tudo mudou, quando a mulher mais incrível, inteligente e linda do planeta foi trabalhar ao seu lado.

Drew é o mais sincero dos homens, ao menos com os leitores. Ele pode ter enganado Kate muitas vezes, porém, narrando sua vida, ele sempre nos conta a verdade, inclusive tudo o que os homens pensam e sentem, sobre as mulheres. Pode não ser muito lisonjeiro, mas, da mesma forma que ele usou por tanto tempo as mulheres, a paixão chegou a sua vida, na mesma intensidade. Acompanhar o quanto aquilo mudou o seu mundo, o seu modo de pensar e agir e o quanto ele poderia fazer loucuras por amor, foi uma experiência fantástica.

“Atraído” é um livro para quem gosta de romances quentes, mas que procura algo diferente do convencional. Narrado pelo protagonista masculino, essa obra consegue ser mais interessante, divertida e romântica do que muitos outros do gênero. Fiquei presa a cada uma dessas páginas e é impossível não querer saber mais sobre a história de Drew e Kate, após o fim do último capítulo.

3 comentários:

  1. Oi Jana,da autora li " Domado",e me diverti muito com o personagem contando suas proezas assim como o Drew faz no livro que resenhou.
    E assim como você,também acho interessante que um personagem masculino narre a sua história.Não é comum,e ficou diferente!
    Talvez eu ainda leia "Atraído ",e me divirta com mais essa história. :)

    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Jana!
    Então o livro foi feitinho para mim, porque adoro romances quentes e ter um Drew deve ser fabuloso.
    Quero poder ler.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “A poesia contém quase tudo que você precisa saber da vida.” (Josephine Hart)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jana!
    Esse livro está na minha lista de leitura faz um tempão mas ainda não tive a oportunidade de ler...
    A forma como é narrada a história - pelo  protagonista masculino - foi o que me chamou a atenção pois é difícil encontrar um livro narrado dessa maneira, mas o que mais me deixou curiosa é como o livro começa - com Drew doente, de coração partido, abandonado em sua grande cobertura - , fiquei com uma baita vontade de descobrir o que causou isso... mas só lendo o livro pra saber, né?! Vou ver se eu consigo adicionar Atraido entre as leituras do início do ano que vem pois nesse ano não vai dá porque minhas leituras estão bastante atrasadas :)

    ResponderExcluir