Prazeres Sombrios

| 18 fevereiro 2018 |
Um vampiro que nunca quis ser transformado em tal monstro e vivia apenas aguardando que alguém terminasse com aquela existência maldita. Uma Valquíria sem sentimentos, impiedosa com seus inimigos, que estava prestes a acabar com mais um vampiro. Porém, quando estão frente a frente, um ser que não conseguia mais sentir desejos, tem o sangue correndo nas veias e o coração batendo, voltando a vida. Uma mulher que vivia sem que nenhum sentimento, usando seu dom para acabar com todos os seus inimigos, sente todas aquelas sensações em seu corpo, coração e alma voltarem com força total quando o vampiro que ela deveria destruir sente que ela lhe pertence.

No primeiro livro da série “Imortais” aprendemos que, nesse universo, seres sobrenaturais estão destinados a outro individuo em especial. Dessa forma eles vivem juntos, se protegem e se amam, com uma conexão única, antiga e permanente. Os protagonistas desse livro também possuem essa ligação, mas eles não poderiam ser mais diferentes dos do livro anterior.

Sebastian vivia sozinho em um castelo, ansiando pelo dia que sua existência terminaria. Ele sempre foi inseguro, mesmo em vida. Suas experiências com mulheres tinham sido desastrosas e ele nunca imaginou passar novamente por algo parecido. Kaderin era uma Valquíria muito poderosa com uma benção que a privava de sentir qualquer coisa, seja ela boa ou ruim. Ela simplesmente destruía seus inimigos, um a um, sem sentir remorso algum por isso.

Kaderin surge para matar Sebastian e tudo muda na vida de ambos. Apesar do amor e do claro desejo entre seres que nunca pensaram em sentir novamente algo parecido, Kaderin se recusa a aceitar ter algo com um vampiro, seu inimigo natural e foge a todo custo de seus sentimentos. Sebastian sabe que esperou a vida inteira por aquele momento, e passaria por todo o sofrimento novamente apenas para encontrá-la. Sua “noiva” já era tudo em sua vida, mas apesar de ser um vampiro forte, a sua insegurança foi algo encantador. Um ser como ele, a quem muitos temiam, temendo não conseguir conquistar aquela que ele sabia ser a razão de sua existência.

Esse livro acaba sendo muito diferente do primeiro por esse aspecto. Aqui a protagonista não é frágil, alguém que ainda não viveu a vida e é capturada por um ser cruel que deseja tomá-la como sua. A protagonista aqui dita as regras, corre atrás de seus objetivos e, exatamente por essa razão, tenta enganar muito mais a si mesma, sobre o que ela está sentindo – principalmente para alguém que não estava acostumada a sentir o que quer que fosse.

“Prazeres Sombrios” é um livro sexy, com protagonistas destinados a ficarem juntos, mas que não esquecem o verdadeiro objetivo de suas vidas. Eles correm atrás daquilo que eles mais desejam e, no caminho, vão aprendendo mais um sobre o outro e sobre aquilo que cresce em seus corações. Não acho exatamente sombrios os prazeres que você encontrará nessas páginas, mas são deliciosos de se ler.

Um comentário:

  1. Não nego que livros e filmes que façam menção à vampiros,sempre aguçam a minha curiosidade.
    E a sua resenha conseguiu me deixar muito curiosa.

    ResponderExcluir