A Duquesa

| 13 maio 2018 |

Em uma sociedade totalmente machista, em uma época em que mulheres não poderiam herdar terras, fortunas ou títulos, Angélique, antes a importante filha de um Duque, se viu sozinha no mundo após a morte de seu amado pai. Sua nova vida começou sendo obrigada a trabalhar como babá para uma família importante, porém, após esse episódio, ela não tinha referências para encontrar outro trabalho, ou alguém que a amparasse. Conhecer uma mulher que vendia seu próprio corpo lhe abriria as portas de um mundo que ela nunca pensou em fazer parte, mas que poderia ser a única oportunidade em sua vida.

A autora, Danielle Steel, não poupou a protagonista em nenhum momento. Foi realmente complicado ver a história de alguém que tinha tudo na vida e ir perdendo cada uma de suas oportunidades e sonhos. É como se Angélique estivesse destinada ao sofrimento, como se cada pequena realização fosse arrancada dela em algum momento.

O pai, um homem honrado, que realmente a amou, deixou para a filha, em segredo, uma pequena fortuna, que Angélique temia usar, para não ficar sem nada no futuro. Trabalhar em uma casa de família, principalmente com crianças que ela aprendeu a amar, teria sido ótimo, se os patrões não fossem desprezíveis, e os convidados não tentassem abusar de uma jovem e bela babá.

Ter um bordel não estava em seus planos, mas foi a única maneira que ela encontrou de ter uma fonte de renda. Apesar de nunca aceitar nenhum cliente, apenas dirigir seu negócio, ela nunca mais seria considerada uma mulher realmente honrada perante a sociedade.

Essa obra traz uma personagem realmente abandonada pela vida. Apesar do dinheiro que o pai lhe deixou, não foi fácil em nenhum momento. Ela teve que batalhar, lutar e sofrer, pois era apenas uma mulher, em uma sociedade em que as mesmas eram quase que obrigadas a dependerem de um homem para sobreviverem e serem vistas com bons olhos.

Angélique nasceu para ser uma duquesa, mas demorou para encontrar um pouco de felicidade. Esse livro traz uma protagonista independente, apesar de ter sido forçada a isso. Por essa razão, o livro não é um romance no sentido romântico da palavra. É um livro sobre superação, sobrevivência e luta. Sobre passar por todas as atribulações e, apesar de titubear, sempre seguir em frente. Angélique tem que se reerguer constantemente para seguir em frente nessa narrativa.

“A Duquesa” é uma obra sobre uma jovem forte e determinada, que amava seu pai mais do que tudo no mundo, mas que encontra a sua maneira de continuar com sua vida, quando muitos desistiriam de sequer tentar. É complicado acompanhar uma história tão triste, aparentemente sem chances de um futuro promissor, por grande parte do livro. Ao mesmo tempo, também foi incrível conhecer uma mulher tão forte e corajosa, uma menina obrigada a crescer por conta dos percalços da vida.

4 comentários:

  1. Faz um bom tempo que não leio os livros de Danielle Steel.
    Lembro que ela e Nora Roberts eram as minhas autoras favoritas.
    E que bom saber que mais uma vez,a autora construiu uma história de época,sem que necessariamente fosse preciso recorrer a apenas um grande romance. Bem típico em livros do gênero!
    E mais uma vez gostei da sua dica. Me deu saudades da escrita da autora. ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jana!
    Confesso que não curto histórias de superação porque geralmente o autor coloca o protagonista no fundo do poço e quando pensamos que tudo vai acabar bem o personagem volta ao fundo, e é agustiante acompanhar a subida, e pelos seus comentários foi o que a autora fez com Angélique, deu até pena da coitadinha, muito injusto... Por isso não vou arriscar a leitura de A Duquesa.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Jana!
    Desde a adolescência sou fã da autora e não tive oportunidade de ler esse livro que parece muito interessante, principalmente porque fala em uma época que não tivemos oportunidade de vivenciar.
    “Eu gosto de escutar. Eu aprendi muito escutando cuidadosamente. A maioria das pessoas nunca escuta. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  4. Olá Jana! Tem bastante tempo que não leio nada da Danielle Steel, agora lendo essa resenha fiquei super interessada em volta a conferi as histórias dessa autora e essa parece super emocionante, do jeito que eu gosto.
    Bjs

    ResponderExcluir