As cores do entardecer

| 09 maio 2018 |

Autora: Julie Kiebler
Editora:  Novo Conceito
Páginas: 352
Gênero: Ficção norte americana

Sinopse: A sonhadora Isabelle e o determinado Robert desejavam, com todas as suas forças, se entregar à paixão que os unia. Mas uma jovem branca e um rapaz negro não poderiam cometer tamanha ousadia em plena década de 30, em uma das regiões mais intolerantes dos Estados Unidos, sem pagar um preço muito alto. Diante dos ouvidos atentos da cabeleireira Dorrie, a história do amor trágico e proibido se desdobra, enquanto mudanças profundas se instalam em sua própria vida. Com personagens humanos e, por isso mesmo, memoráveis, As Cores do Entardecer mostra que as relações afetivas muitas vezes são mais profundas que os laços de sangue. A cada etapa da viagem de Isabelle e Dorrie, as lições sobre otimismo e fé se multiplicam.

Indicado para quem gosta das obras:
- O Amor nos Tempos do Ouro, de Marina Carvalho
- A Última Carta de Amor, de Jojo Moyes
- As Sete Irmãs, de Lucinda Riley

Frases marcantes:

“A pessoa se levanta depois de anos e se esquece de usar seus filtros.”

“É engraçado como às vezes se encontra uma nova amiga – nos lugares mais normais – e quase que imediatamente vocês podem falar de tudo.”

“Primeiro eles brilharam. Depois marejaram. Minhas mãos pareciam feitas de argila umedecida por suas lágrimas e eu não conseguia movê-las, nem me decidia a apertar de leve seus ombros em um gesto caloroso”.

3 comentários:

  1. Já assisti uma vez ,um filme bem parecido com a história desse livro.
    Não me lembro do nome,mas os personagens foram quase que massacrados diante de tanta intolerância e preconceito.
    Se nos dias atuais ainda existem pessoas preconceituosas,imagine na década de 30?!

    Essa é a primeira vez que leio algo sobre esse livro,e gostei.
    Deve ser muito emocionante!

    ResponderExcluir
  2. Oi Jana! Tenho esse livro porem ainda não li, acabou que foi passando vários na frente da fila de leitura, mas pretendo ler sim em breve, pois gosto muito desse tema abordado na história.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Jana!
    Super dica, viu?
    Já tive oportuidade de ler esse livro e é fascinante.
    Gostei muito como a autora aborfou temas importantes de serem discutidos.
    Desejo um ótimo final de semana e um feliz dia da mães abençoado!
    “Moral é o que te faz sentir bem depois de tê-lo feito, e imoral o que te faz sentir mal.” (Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir