O Canto Mais Escuro da Floresta

| 25 maio 2018 |

Um príncipe preso em um caixão de vidro. Fadas roubando crianças de seus pais. Dois irmãos que enfrentavam monstros e desejavam salvar o mundo. Uma história incrível em um mundo de fantasia onde estereótipos são totalmente quebrados e tudo é possível.

Holly Black não é apenas uma autora fantástica. Ela consegue, em apenas um livro, criar histórias mirabolantes, com seres e personagens surpreendentes. Dessa vez, o cenário é uma cidade onde folclores são reais, as pessoas estão acostumadas a viver em meio as fadas e sabem que o monstro da floresta é real. Um príncipe vive há gerações preso em um caixão de vidro, onde é visitado por todos. O dia em que o caixão é quebrado e o príncipe desaparece, pessoas começam a ser atacadas pelo monstro, e apenas um cavaleiro com sua espada poderia salvá-los.

Amo como a autora construiu sua história, se desvencilhando de muitos estereótipos para nos surpreender. Hazel, a protagonista, sempre sonhou em ser um cavaleiro. Junto com o seu irmão, eles passaram a infância caçando monstros, porém, era ela que empunhava a espada e os vencia. O irmão tinha o dom da música. Ele usava as notas de forma surpreendente, manipulando aquilo que estava ao seu redor. Quando esse poder fica fora de controle, Hazel e o irmão param de caçar, resolvem viver uma vida “normal”, mesmo que naquela cidade isso não seja possível.

Temos quatro personagens principais que são apresentados de uma determinada forma e nos surpreendem no decorrer da história. Hazel beija qualquer garoto que aparece em sua frente, mas na verdade tem a coragem e habilidade de um bravo guerreiro. Seria de se pensar que o príncipe, aquele que por tanto tempo Hazel observou através do vidro, seria seu par romântico nessa história, mas as páginas seguem bem longe desse caminho. Ben, irmão de Hazel, é um garoto sensível, alguém que jamais empunharia uma espada, mas que tem a capacidade de amar e ser amado, como nem ele mesmo imaginaria. Por fim, para fechar o quarteto, temos Jack. Ele não é humano, mas foi criado como se fosse, apesar de todos saberem de sua origem. Ele age como um humano, mas suas origens aparecem nos momentos mais críticos, nos lembrando do quanto ele pode ser perigoso.

É impossível amar fantasia e não se apaixonar por esse livro. Personagens característicos de histórias fantásticas e medievais, mas nos tempos atuais, e que provam que podem agir da forma como quiserem e ser quem eles quiserem, e não como que é imposto por aqueles que estão ao seu redor. A donzela não precisa ser indefesa, o príncipe não precisa salvar a todos e o monstro pode ter sido a vítima de um passado cruel.

“O Canto Mais Escuro da Floresta” é a mistura perfeita entre um livro adolescente e uma narrativa fantástica. Problemas do cotidiano, preconceito, autoritarismo, mesclados com espadas e feitiços, para nos encantar e prender da primeira à última página. Esqueça tudo o que você já leu e o tipo de personagens que você já encontrou em histórias com esse tema. Nesse livro, o leitor é surpreendido a todo momento, porque uma garotinha pode ser um cavaleiro, o irmão pode amar o príncipe e o amor pode estar mais perto do que você imagina.

3 comentários:

  1. Jana!
    Pude participar do Mochilão da Record que teve aqui na minha cidade e tive a oportunidade de conhecer a capista desse livro e claro que além de me encantar com ela, adorei toda trama desenvolvida, com certo ar de mistério e aquele suspense gostoso que nos prende na leitura do início ao final.
    Maravilhoso final de semana!
    “Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente. A maioria das pessoas nunca ouve. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  2. Oi! :)

    Eu ainda não conhecia esse livro. E confesso que assim que vi a postagem, fiquei encantada com a capa. Bem delicada!
    Quanto a história, sempre gostei de fantasia, porém não tanto de releituras de histórias clássicas.
    Mas as vezes me surpreendo com a criatividade dos autores em nos contar uma trama totalmente envolvente,e que muitas vezes são até mais interessantes que a história original.

    Bem,se surgir uma oportunidade vou ler esse livro. Gostei da dica!

    ResponderExcluir
  3. Olá Jana! Já tinha visto esse livro e a capa já me chamou a atenção, achei linda, essa é primeira resenha que leio dele e me deixou super curiosa em conferi essa história que parece mesmo surpreendente.
    Bjs

    ResponderExcluir