Dragon Ball Super Broly

| 07 janeiro 2019 |

Um Saiyajin com sede de vingança contra o Rei Vegeta. Preso com seu filho durante muitos anos em um planeta distante e inabitado, com nada além de criaturas selvagens, ele não imaginava que seu planeta havia sido destruído e, com ele, quase toda a raça Saiyajin. Ao ser encontrado por Freeza, soube que o filho do Rei Vegeta vivia em um planeta chamado Terra e que havia outro Saiyajin com ele. Broly era forte, incontrolável. A arma perfeita para que Freeza pudesse finalmente combater seus dois grandes inimigos.

Por Shenlong, que filme fantástico! Se eu tivesse reunido as esferas do dragão e pedido um filme perfeito da série, seria recompensada exatamente com "Dragon Ball Super Broly". A saga "Super" em si de Dragon Ball, e todos os seus filmes, trouxe uma renovação única para a franquia. Personagens com sentimentos muito mais desenvolvidos, lutas mais breves, porém épicas, vilões novos e antigos criando conflitos nunca antes vistos e fazendo com que nossos protagonistas tenham que desenvolver ainda mais os seus poderes.

Diferente dos outros filmes, e da série em si, achei incrível que o foco não tenha sido o Goku, deixando Vegeta em segundo plano, sempre como o segundo mais forte. No longa, ambos os Saiyajins estão em um nível extremo, e precisam unir forças para derrotarem o "inimigo".

Broly não é um vilão cruel com sede de vingança. Foi uma criança injustiçada, devido ao seu grande poder, criado sozinho por um pai que nunca teve amor nenhum pelo filho, apenas a amargura por ter sido traído por seu soberano. Alguém que nunca dignaria ao próprio filho uma palavra de afeto, nada que não fosse para torná-lo mais forte, para assim, na primeira oportunidade, se vingar daqueles que tentaram acabar com a sua descendência.

As lutas são um item indispensável em Dragon Ball e as desse filme são completamente insanas. Impossível piscar para não perder nenhuma batalha. O antagonista enfrenta Goku, Vegeta e Freeza, aumentando seus poderes a cada instante, os obrigando a tomarem medidas desesperadas - e talvez vergonhosas, - para finalmente derrotar um ser que não tem noção de seus poderes, de amigos ou inimigos.

"Dragon Ball Super Broly" foca muito na luta em si e no passado dos Saiyajins, trazendo para a tela tudo o que temos de melhor nessa grande história. Até um Deus da Destruição passando seu tempo como babá enriquece e enche de melancolia cada segundo do filme. Incrível e feito para fãs, que não vão conseguir colocar nenhum defeito.

Um comentário:

  1. Oi, Jana
    Ainda não fui no cinema assistir por 2 motivos ainda não recebi e na minha cidade não tem cinema, tenho que ir nas cidades vizinhas.
    Quando criança assisti muito Dragon Ball e tenho certeza que esse filme não decepciona nenhum fã independente da sua idade.
    Vi o trailer e adorei, espero conseguir ir assistir.
    Beijos

    ResponderExcluir