Trono de Vidro

| 19 fevereiro 2019 |

Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Adquira o seu exemplar: Amazon

Celaena é uma assassina, a melhor que já existiu. Após ser pega, foi condenada a morrer nas minas de Endovier, para assim pagar por seus crimes. Quando recebe uma chance de sair daquele lugar, mesmo tendo que se tornar a campeã do filho daquele que a condenou a esse destino, a assassina não abriria mão da única oportunidade que teria de ter novamente sua vida em suas mãos, mesmo que mal pudesse imaginar em que tipo de jogo cruel ela seria usada.

A protagonista é uma jovem um tanto quanto incompreensível. Alguém que consegue ser doce, gostar de lindos vestidos, se envergonhar perante homens e sorrir pelos menores motivos, também pode ser fria e impiedosa na hora de matar. Alguém que já matou tantas pessoas, e age como ela, não pode ser alguém que realmente sente remorso pelas suas ações.

É muito complexo compreender alguém como Celaena, o que tornou a obra muito instigante de se acompanhar. A mulher que é retratada como a assassina de Adarlan, não parece exatamente alguém tão perigoso quando olhamos de perto, porém, quando está em uma luta, não há quem não titubeie perante sua força.

Celaena foi tirada de sua prisão para competir pela vaga de campeã do Rei. Como a escolhida pelo príncipe, seu acordo era que, se vencesse a competição, após quatro anos servindo a coroa, ela seria livre.

O príncipe gostava da ideia de tê-la por quatro anos em seu convívio, podendo irritá-la a cada instante, mesmo sabendo o quanto ela era perigosa. O chefe da guarda tinha muito medo do que ela poderia fazer, mas não conseguia deixar de se preocupar com ela, de protegê-la. Ambos, príncipe e capitão, sentiam uma atração sem limites por alguém tão fora de cogitação quanto uma assassina.

Se isso não fosse o bastante, temos um imenso castelo de vidro, como um local muito importante para a narrativa, uma disputa política acirrada, guerras e conflitos aparentemente desnecessário e muita magia para deixar a narrativa ainda mais gloriosa.

No primeiro livro da série, sabemos que a magia foi banida pelo Rei, portanto, temos apenas alguns vislumbres de poderes e personagens que podem ser apresentados nos próximos livros. Algo que me animou ainda mais para dar sequência a um primeiro livro tão impactante.

"Trono de Vidro" traz uma protagonista espetacular, a qual ainda não compreendemos completamente, não conhecemos totalmente o passado, mas que consegue deixar aos seus pés até o mais desconfiado dos homens. Sua personalidade não condiz com sua fama, portanto, acredito que podemos esperar grandes revelações em seu futuro.

3 comentários:

  1. Ja li sobre este livro,assim como também sobre a temida Celaena,e fiquei bastante interessada em conhecer essa história.
    Gosto dessa junção de aventura, drama e romance.
    Assim como também em tentar desvendar a real personalidade da personagem.

    Espero ainda poder ler! :D

    ResponderExcluir
  2. Olá Jana! Sou doida pra ler essa série, curto muito fantasia e cada resenha que vejo dos livros me deixa ainda mais curiosa em conferi tudo que dizem dessa saga.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu amo ToG. É simplesmente maravilhoso!

    ResponderExcluir