Caraval

| 15 junho 2019 |

Editora: Novo Conceito
Adquira o seu exemplar: Amazon

Um incrível jogo onde nada é real, ou onde tudo é tão real que pode enlouquecer a mente de alguém. Scarlett sempre sonhou conhecer o Caraval e seu mestre, Lenda. Após dezenas de cartas sem respostas, quando ela finalmente recebe seu convite, tudo o que deseja é se casar com o seu prometido, um homem que ela nem ao menos sabia o nome, apenas para livrar ela e a irmã das garras de um pai tirano e violento. Porém, sua irmã, Tella, jamais deixaria que elas perdessem essa oportunidade, mesmo que tivesse que levá-la literalmente a força para o incrível mundo de Caraval.

Que narrativa intensa, muito bem elaborada e surpreendente. Cada página é um mergulho nesse jogo impressionante, onde o prêmio pode ser muito maior do que um simples desejo. Estou chocada como a autora, Stephanie Garber, foi capaz de ilustrar com riqueza de detalhes, pensamentos e humanidade algo tão surreal, transformando um livro de fantasia em um universo único, em apenas cinco noites de desafios.

Scarlett não aceitaria ir para o Caraval, não agora que estava tão próxima de seu casamento, quando não estaria mais à mercê do pai. Sendo obrigada a entrar no jogo, descobre que sua irmã, seu bem mais precioso, foi raptada e se tornou o grande desafio. Quem a encontrasse primeiro venceria. Para todos os outros participantes, era apenas um momento de entretenimento, mas, para a protagonista, a sua família estava em jogo, a única pessoa que ela tinha no mundo, até encontrar um marinheiro charmoso, mas não muito gentil, que as levou até o grande show de mestre Lenda: Julian.

Se somos orientados, assim como a protagonista, a nunca acreditar no que acontece no jogo, como discernir o que é real do que é magia? Como ter esperanças de que algo bom esteja acontecendo, quando aquilo pode desaparecer a qualquer momento?

Isso é tão incrível quanto angustiante. Em meio a tanta fantasia, também temos com intensidade os medos, sonhos e desejos da protagonista. Impossível não temer pelo seu futuro, sobre o que seria ou não real e o que restaria de sua vida quando o jogo acabasse, se é que restaria algo, além de momentos de ilusão. Amei viver essa expectativa, foi algo desenhado com muita criatividade para nos prender, chocar e encantar.

"Caraval" é um jogo, mas também um lugar onde os participantes podem descobrir quem eles realmente são, ou quem desejam ser. Para Scarlett, estar com sua irmã em segurança, era o principal, porém, foi em meio a fantasia e ilusões que ela aprendeu que a vida deve ser muito mais do que isso. E nós, leitores, conhecemos um mundo realmente incrivelmente mágico...

Adquira o seu exemplar: Amazon

Nenhum comentário:

Postar um comentário