Sem Você Não É Verão

| 11 julho 2019 |

Autora: Jenny Han
Editora: Intrínseca
Adquira o seu exemplar: Amazon

Após o último verão de Belly na casa de praia que ela tanto amava, nada seria como antes. Agora, ela e os meninos não eram mais crianças e Susannah havia partido, levando com ela aqueles que foram os melhores momentos de suas vidas. Quando Conrad desaparece, aparentemente sem nenhum motivo, Jeremiah pede ajuda de Belly para encontrá-lo. As buscas levarão os três novamente para a casa de praia, mas as boas lembranças agora são apenas isso: lembranças.

Muito diferente do livro anterior, os personagens não estão unidos, não são completamente companheiros e a casa de praia não é o porto seguro de outrora. A ausência de Susannah permeia cada canto, cada palavra, tornando cada passo, cada página, repletos de dor e sofrimento.

Se no primeiro livro o interesse amoroso da protagonista, assim como a nossa torcida, estava completamente definido, nos deparar com um Conrad tão diferente, ainda mais fechado, com seus sentimentos tão obscuros, é inevitável que a personagem comece a ver, e pensar, em outras possibilidades.

Esse livro me deixou completamente dividida nesse ponto. Sou apaixonada por personagens como Conrad, mas seu sofrimento, apesar de completamente compreensível, começa a torná-lo alguém difícil de se conviver, mesmo para seu irmão, quem dirá para Belly, que não consegue mais se aproximar, que teve com Conrad um rápido e difícil relacionamento, do qual parecia não restar mais nada da parte dele, além de rancor.

Acredito que a situação de Conrad seja a parte mais angustiante desse livro. Perder a mãe e desenvolver uma raiva sem precedentes pelo pai, se sentir sozinho no mundo, apesar de realmente não estar, para alguém que guarda dentro de si tudo aquilo que ele está sentindo, pode ser como um veneno correndo sua alma. Nós sentimos que ele ama Belly, mas não consegue lidar com aquele sentimento, pelo menos não naquele momento, e acaba destruindo a melhor coisa que poderia acontecer em sua vida.

Por outro lado, também sofrendo, mas mantendo sua personalidade amorosa e otimista, temos Jeremiah. Um grande amigo e excelente irmão, alguém que seria ótimo para Belly, porém ele não é Conrad. Nunca me senti tão dividida ao terminar um livro. Ambos são perfeitos, cada um à sua maneira e ambos sofreriam, independente de qual seja a escolha da protagonista. E tenho certeza que nós também.

"Sem Você Não É Verão" nos leva novamente para a casa de praia, mas aquele lugar agora está repleto de novas lembranças, muito mais tristes, desesperadas e angustiantes. Só posso agora correr para ler o último livro é descobrir se essa casa tão especial pode ser permeada de novas, e boas, lembranças.

Adquira o seu exemplar: Amazon

Um comentário:

  1. Quando li a resenha do primeiro livro, aqui no blog , não imaginei que houvessem mais dois livros contando a história desses amigos.
    E que reviravolta!

    De uma trama que imaginei ser light,sem grandes problemas na vida dos personagens, tudo se transformou drasticamente... E convenhamos,a vida real é bem assim...🙁

    Fiquei ainda mais interessada! :)

    ResponderExcluir